terça-feira, 25 de maio de 2010

Entrevista com Diego Mosca organizador do Festival Magic Paradise

1... 2... 3...


Falta apenas 3 dias e algumas horas para o Festival Magic Paradise, que será realizado de 28 a 30 de maio, próximo fim de semana, serão dias de muita psicodelia, paz, amor e vibrações positivas.
E pra aumentar ainda mais a ansiedade, o blog PurpleTrance fez uma entrevista com o Diego Mosca, organizador do festival.
Confira:

1 -[PurpleTrance]- Bom, primeiramente gostaria de agradecer a você Diego a entrevista cedida a nós do purpletrance e a toda organização da magic paradise que com certeza se empenhará em dar o melhor de cada um.
Diego qual a motivação que você tem para a realização de um evento desse porte, contando com artistas da cena trance nacionais e internacionais de peso?
Diego: Bom, primeiramente a maior motivação de todas é poder trazer os nomes que sempre sonhei em ver em outros eventos mas na verdade nunca “deixaram”, então resolvi traze-los para o meu evento.

2 -[PurpleTrance]- Algumas pessoas não sabem mas você fazia parte da organização da kaballah e kaballah/psyde, nos conte um pouco de sua trajetória e quais pontos dessas organizações serão sempre lembrados?
Diego: Trabalhei por aproximadamente 3 anos na Kaballah, com vendas e promoção, foi uma experiência ótima, aprendi muito, era a festa no qual sempre me espelhei mas com o tempo ela partiu para um lado mais comercial e resolvi partir pra outros rumos organizando eventos como a MAGIC e a RESPECT.

3 -[PurpleTrance]- Qual a expectativa de público para esse evento de 3 dias?
Diego: Devido ao evento ser bem focado ao público trance, o festival será limitado a no MÁX 3000 mil pessoas.

4 -[PurpleTrance]- Qual sua opinião sobre essa invasão do modismo capitalizado que está acontecendo nas festas, antes esse era um movimento de contra-cultura e com ideais das pessoas que frequentavam, hoje em algumas festas mais populares não passa de uma mega “balada” para mostrar suas roupas de marcas, seus músculos tonificados , seus óculos importados enfim a perca dos ideais de antigamente?
Diego: Sou uma pessoa que respeita totalmente todas as cenas, mas não vou a quase nenhuma festa mais devido as mudanças que ocorreram nos últimos tempos, a dança por exemplo se tornou uma coisa muito sensual e antes não era assim, você ouvia a música e se deixava levar e não se preocupava em mostrar algo pra outras pessoas hoje é evidente que mudou tudo, a preocupação maior das pessoas é chegarem vestidos de marcas importadas e produtos de grife, nesses anos isso vem mudando cada vez mais, mas isso é um reflexo da popularização das festas eletrônicas no Brasil.

5 -[PurpleTrance]- O que esperar da Magic Paradise em relação a ações ambientais?
Diego: Nosso objetivo é mostrar que com pequenas atitudes podemos mudar o impacto que nosso ambiente vem sofrendo.Para isso teremos palestras com profissionais da área, e o objetivo é levar informação, dar dicas, ensinar e educar o maior número possível de jovens.
Além de mensagens de conscientização espalhadas pelo festival, teremos a separação do lixo orgânico e reciclável, sendo o segundo entregue à cooperativas locais.
Temos também uma parceria com o grupo “Gaya Conection” e após o festival serão plantadas mudas em áreas de mais necessidade na cidade.

6 -[PurpleTrance]- Conte-nos um pouco da transição da magic paradise de carater de festa para um festival de 3 dias.
Diego: Meu grande sonho , nesses 6 anos que organizo festas open air, sempre foi organizar e criar um festival, mas não achei que fosse ser tão rápido, as coisas foram acontecendo para que a festa se transformasse em um festival, tudo foi rolando progressivamente e quando eu percebi eu já tinha todos os meios pra fazer um festival e fui em frente com esse sonho.

7 -[PurpleTrance]- Todos os dias que chego ao trabalho acesso a comunidade da festa no orkut, é difícil não reparar a energia positiva que se vê lá, com o público dando força a organização, trocando ideias sobre assuntos saudáveis, enfim dialogando sobre o evento, hoje em dia é difícil acontecer isso, esse entendimento entre organização e público, conte-nos um pouco a respeito de como aproximar o público da organização.
Diego: Essa é a pergunta que mais queria te responder, é algo incrível que poucas vezes vi entre evento/público, mas é bem fácil de se responder.
* cansei de ser mal tratado em eventos que fui.
* cansei de seguranças mal treinados, dando ódio ao invés de amor.
* cansei de eventos que só pensam em grana e não pensam no público.
Na verdade resumindo mesmo, eu me coloquei no lugar das pessoas e quis produzir algo que seja totalmente pro público, com muito respeito e muito amor. VOCÊ ATRAI O QUE VOCÊ TRANSMITE !!

8 -[PurpleTrance]- O line-up contará com 8 atrações de dark psychedelic trance, nos dias de hoje dificilmente vemos isso, foi difícil para concretizar esse fato ?
Diego: Nunca é fácil trabalhar com dark no Brasil, muita gente não gosta ou fala mal, mas se você quer fazer um festival de trance de verdade , o dark não pode faltar. Temos que agradar a todos os amantes do trance e temos a obrigação de mostrar pras pessoas que não conhecem ou nunca ouviram.

9 -[PurpleTrance]- Na sua opinião quais apresentações vão ser memoráveis e vão arrancar aplausos do público?
Eu disse “quais”, porque são muitas atrações boas.
Diego: quesitos:
Emoção = Time in Motion e Invisible Reality
Psicodelia = Filteria
Presença de Palco = Laughing Buddah
Revelação = Sonic Species
O Retorno = Zen Mechanics

10 -[PurpleTrance]- Conte-nos um pouco como foi trazer o “mestre da psicodelia” Filteria, sabe-se que é extremamente caro e difícil trazer um nome desses para uma festa no Brasil.
Diego: Quando resolvi organizar esse festival, eu tinha que ter uma pessoa que represente a cena como um TODO, todos os nomes que resolvi trazer são nomes mais novos de produtores que estão na cena hoje como Ovnimoon e Sonic Species, nomes que as pessoas que ouvem sons todos os dias conhecem , mas apenas pessoas mais novas na cena trance, mas eu precisava de um nome muito forte e de algum estilo diferente e o primeiro nome que pensei foi o FILTERIA que pra mim é um dos mestres da produção e do GOA TRANCE no mundo, foi muito difícil traze-lo mas deu tudo certo.

11- BATE-BOLA com Diego Mosca:

1) Realização:
Fazer algo que se ama.

2) Amor:
Magic Paradise.

3) Melhor coisa na Terra?
Tentar contribuir por um mundo melhor.

4) Estilo musical que te faz sair pulando?
Progressive Trance.

5) Uma Cor? O que ela significa?
Laranja e Amarelo, apenas gosto, não tem significado.

6) Cerveja ou vodka?
Vodka, quando bebo.

12 -[PurpleTrance]- Gostaria de deixar uma mensagem para o público da Magic Paradise?
Diego: Queremos que a Magic não seja um simples festival que acaba em 3 dias, e sim algo que quando você volte para casa tenha um impacto na sua vida, como aprender a respeitar o próximo, a natureza e os animais.

Bom só pela entrevista ja se imagina como vai ser o festival, não perco por nada!!
Chega logo Magic, chega...

Se quiser pode conferir o post original no PurpleTrance!

Beijo vejo todos na Magic!! (:

5 comentários:

  1. ainda bem que o mocinho quer um mundo melhor

    caso contrário ele já teria matado vários
    e não apenas espancado um

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E que para ele mundo melhor é mundo sem homoafetivos, para mim mundo melhor é um mundo sem gente do tipo dele.

      Excluir
  2. Ainda bem que a Lu fez apenas perguntas suaves, senão o cara tinha metido a mão na cara dela.

    ResponderExcluir

Comente, dê a sua opinião! :)